O caminho - dias 20 e 21/05

20-05 (22) Mazarife até Astorga – 33 km – das 7:30 hs até as 15:30 hs

O jantar em Mazarife foi no próprio albergue, um bela surpresa, comida agradável, uma paela vegetariana. Tinha um grupo grande de italianos, após o jantar começaram animar-se e a cantar, uma bela cantoria, com coros e muitas vozes. Senti a alegria do povo italiano, uma grande família, senti nostalgia e felicidade juntas. Pensei quanto difícil deve ter sido para os imigrantes italianos deixarem seu país, seu amigos, suas famílias. Existia uma depressão e um pós-guerra, uma esperança de um novo começo, uma oportunidade de uma vida melhor. Mesmo assim, deve ter sido bastante difícil deixar a Itália.

Aumentando a lista de nacionalidades, encontrei, Holandeses, Belgas, Inglêses, Americanos e Chilenos.

Os meus pês estão doloridos, estou tendo que me animar para manter o ritmo. Voltei a dormir mal, o resfriado vai e volta. Sai de mim, coisa ruim!

Iniciei o caminhar junto com o nascer do sol, sempre é bonito. Fiz um caminho alternativo, longe da estrada e do barulho dos carros, com isso tive que rever meu destino, tudo bem.

Pela primeira vez, vi áreas sem plantação. Caminhei sozinho e meus pensamentos focaram-se apenas no caminhar. Como tinha dormido mal, a mente e o corpo se queixavam de cansados, esta etapa pareceu mais cansativa que outros dias com mais distância.

Em Astorga fiquei no albergue da associação dos amigos do caminho, um ex-convento. Quartos pequenos, com 2 e 4 camas, isso é bom, menos ronco. No meu quarto tinha um peregrino que tinha feito 53 km no dia, será que dá para mim?

21-05 (23) Astorga até Rabanal del Camino – 22 km.

Na noite em Astorga me senti um pouco aborrecido, senti-me só. Tenho me esforçado para me aproximar de outras pessoas, parece-me que apenas eu faço este movimento, que o oposto não acontece. Isso abre espaço para refletir sobre minha postura. Será que me mostro pouco receptivo aos outros?  

A vida de vegetariano tem sido difícil, poucas opções. Tenho macarrão, salada, ovo e peixe, isso é muito pouca variedade. Tenho pensado em cozinhar nos albergues, todos tem cozinha, tenho apenas que comprar o que desejo nos “supermercados” e fazer. Será?

Acordei bem disposto, estava na cama as 20:30 hs, dormi as 21:00 hs, acordei apenas as 07:00 hs. Foi bom ter dado esta boa noite de sono para o corpo.

Caminhei todo o dia com um Italiano de Veneza, foi uma boa conversa. Não deu nem para perceber passar o dia. Tinha que escolher entre andar 28 km ou 22, optei pelos 22. Cheguei cedo e bem descansado, poderia andar os 6 km a mais, mas foi bom optar pelo suave.

Tenho tido o costume de escrever depois que chego ao albergue e antes da janta, assim os relatos podem parecer cortados, pois no próximo dia, escrevo algo sobre o dia anterior e a caminhada.

Outra coisa que tenho preferido é não escrever detalhes no próprio dia, eu anoto os pontos que me chamaram atenção no meu moleskine (um pequeno caderno preto, igual ao do Indiana Jones e de muitos grande escritores) e nos dias seguintes, passo para o computador, parece que as ideias ficam mais completas e maduras desta forma.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

For a professional business hosting we highly recommend hostgator review or cloud hosting
Joomla Templates designed by Joomla Hosting