Reencontros

Depois de alguns dias de descanso, inicio um período com bastante movimento. O primeiro a chegar foi o pai e sua esposa, não fazia muito tempo, estivemos juntos a uns 4 meses, eles me visitaram em Alicante.

Passamos uma semana conhecendo os arredores, experimentando bons vinhos, buscando restaurantes interessantes e fazendo gostosos jantares em casa. Percorremos pequenas estradas em vales, colinas e montanhas, apreciamos paisagens fabulosas com um contraste de cores e relevos lindos. Uma região que merece a fama, visitamos vinícolas, vilas e castelos. Os locais no campo ainda estão calmos, poucos turistas, dá para sentir uma grande paz e tranquilidade no ar, sentar e saborear um bom de vinho olhando distante a paisagem.

Foram dias tranquilos, com um turismo light, fomos a Florência, Livrono, Cecina, Pisa, Montepulciano, Siena, Volterra, Castellina in Chianti e muitas outras pequenas cidades.  Descobrimos até um lugar para voar de parapente!

Tive tempo para fazer exercício, eu de bike e o pai me acompanhando de moto, na subida eu ficava para traz, mas na descida ia mais rápido!!

Fomos de carro até Veneza (330 km) para encontrar minha irmã e seu marido, “O Cunhado”, que estavam chegando. Em Veneza, turismo tradicional, andamos de vaporeto, passeamos pelas ruas e canais, Ilha de Murano, Piazza San Marco, Gallerie Delli Accademia, etc.

O tempo não ajudou, a noite que reservamos para passear de gondola, choveu, ficará para a próxima esse programa. Estava acontecendo uma etapa da American Cup’s, foi bacana ver os veleiros, quase deu para assistir uma regata, mais uma vez, São Pedro não colaborou, vimos apenas a grande movimentação dos barcos.

Antes de voltar para casa, passamos em Padova, claro fomos dar uma visitada na Igreja de Santo Antonio de Padova, bonita, as mulheres agradeceram! A quantidade de pessoas que vêm conhecer a região deve ser boa, tem uma grande estrutura. Passamos pela terra natal de uma parte de nossas origens italiana, Vicenza, uma bela cidade. Dois rios cortam o centro, tem um local com o nome de parque Veneza.

Retornamos para Siena para passar 3 dias, casa cheia, agora éramos em 6 pessoas. Mais passeios pela região, sempre indo a locais diferentes, sem deixar de entrar em lojinhas, também fomos conhecer os outlets da região. 

Em uma noite especial, jantamos na casa dos proprietários da fazenda que moro, ambiente aconchegante e refinado, parecíamos uma grande família, a refeição estava deliciosa, pratos típicos toscanos, entre eles, risoto a milanesa feito na panela de pressão.

Depois de todos curtirem a Toscana e conhecerem minha casa, viajamos até Pompéia, visitamos suas ruinas e as de Ercolano, por fim, jantamos em Nápoles, que bagunça!!! Comemos uma tradicional pizza, em um dos locais que iniciaram essa arte, estava gostosa.

 Após isso, fomos à costa Amalfitana para encontrar o restante da família e amigos. Em fim todos, após mais de um ano distante, reencontrei sobrinhos, sobrinhas, cunhados, cunhada, irmão, irmãs, pai e amigos, agora estávamos em 20 pessoas.

Todos reunidos para comemorar o septuagésimo aniversário do pai, fizemos uma bela festa, apenas um pouco de frio para o gosto de brasileiros.

Tivemos vários passeios, todos juntos, saiamos algumas vezes a pé, outras de barco, outras de carro, outra de ônibus e moto. As vezes apenas alguns de nós, em grupos menores.

Em um dia, fomos apenas eu, meu irmão e o pai visitar a terra natal da família que deu origem a nosso sobrenome, a cidade de Castrovillari, uma pequena cidade no sul da Itália. Não tínhamos objetivo de encontrar nada específico, apenas demos uma volta na pequena cidade, hoje com 20 mil habitantes, e almoçamos. Deu para imaginar quando saíram de lá, deveria ser apenas uma pequena vila. Fico contente que imigraram, caso contrário, acho que eu não existiria!! Não encontramos rastros visíveis da família.

Tivemos mais uma festa, o aniversário de meu Irmão, desta vez com direito a saída para dançar, eu não estava preparado para isso e resolvi me esconder, fui para a cama. A turma que saiu se divertiu, voltou depois das 3 horas da manhã.

Deixamos à costa Amalfitana e fomos a Roma, uma vista com guia a um dos museus do Vaticano, as “crianças” não gostaram, tem muito turista e historia para a cabeça dos “jovens”.

Hora de despedir-se, uma boa dose de emoção, alguns olhos molhados e um até breve!! No mês de outubro planejo estar voltando ao Brasil.

Minha irmã caçula e a sobrinha mais nova ficaram conosco por mais 2  dias, voltamos para minha casa em Siena.  Depois de tantos dias agitados, fizemos alguns passeios leves pela região e conversamos muito para matar a saudade.

No mesmo dia que deixei minha irmã no aeroporto em Florência, tive mais uma visita, amigos do tempo da universidade, que moram na Holanda e não encontrávamos há muitos anos.  Foram apenas 24 horas, conversamos muito e fomos conhecer a cidade de Cortona, foi nessa cidade que rodaram as filmagens de “Sob o Sol da Toscana” é também a cidade onde São Francisco de Assis viveu parte de sua vida e escreveu seu testamento pouco tempo antes de falecer.

Assim finalizei mais um mês de Itália, já se passaram 2 meses. Ficarei agora 10 dias sozinho, minha esposa está indo para o Brasil para visitar sua mãe. Acredito que priorizarei o tempo para procurar as atividades que pretendo fazer e escrever um pouco.

Continuo relendo os textos do caminho de Santiago, revendo as fotos, relembrando, sentido, imaginado e me alegrando.

Um grande amigo fez a seguinte pergunta/afirmação, ”Para quem viveu muito tempo sozinho e depois só com a esposa, fazendo amigos novos, essa enxurrada de visitas deve ter virado o ritmo de cabeça para baixo, não?!?!?!?!”, irei compartilhar a resposta com todos os amigos que estão lendo o texto.

É verdade, foram 4/5 meses vivendo sozinho, 7 meses com a esposa,  fizemos muitas novas amizades nesse período. Esse último mês foi diferente, ao todo reencontrei 22 pessoas (6 amigos e 16 familiares), dessa turma, recebemos em nossa casa 8 pessoas.   

O ritmo de viver em coletividade familiar é bastante diferente, algumas vezes, me percebi como um observador e outras, como parte integrante do grupo. Notei a existência de papeis representados por cada um, onde se procura manter o ambiente coletivo equilibrado, conhecido e “acordado” por todos.  As vezes esses papeis são aceitos e/ou escolhidos voluntariamente e outras não. As vezes, alguém quer ter um papel diferente, porém o grupo pode ter outra expectativa, e nem sempre acolhe a mudança. Também percebi a dificuldade de priorizar o coletivo sem perder a individualidade.

Acredito que o aperfeiçoamento do Ser passa necessariamente pela convivência coletiva e familiar. Fazer o “bem” para si é uma coisa, fazer o “bem” para o próximo é outra, e o “bem” para si e ao próximo é muito diferente.

Foi um mês bom, amenizando a saudade, reconhecendo laços de afeto, criando novas possibilidades. 

Comentários  

 
0 # RE: ReencontrosMaria Tereza Greca 27-06-2012 21:32
Clovis, meu filho!!!!! Quero te desejar um Feliz aniversário, com as bençãos de Deus em teu caminho e que este caminho seja sempre sem grandes obstáculos, pois obstáculos sempre tem...mas que sejam leves..e que vc possa sempre encontrar o que procura...um abraço bem forte e com muito carinho...beijos pra vc e a Jo.
Responder | Responder com citação | Citar
 
 
0 # RE: RE: ReencontrosClovis Fernando Greca 05-07-2012 14:26
Oi Mae. Fico feliz por receber sua mensagem. Tenho tentado falar com voce, mas com a diferença de horario tem sido dificil. Abusca por algo que nao sabemos o que é, move a humanidade. Eu gosto desse caminho, alcançar ou nao, nao é o essencial. O essencial e a forma como vivemos a vida. Um grande beijo e obrigado.
Responder | Responder com citação | Citar
 
 
0 # Familia unidaMaria Tereza Greca 27-06-2012 21:49
Estive lendo o que vc escreveu sobre a visita dos familiares...só faltou sua mãe, mas, com certeza irei antes de vc voltar para o Brasil, irei até a Espanha e com a Dolores irei até vcs...em setembro "quando setembro chegar"..ok? mais um abraço para vcs dois e que a paz e a luz brilhem nas suas vidas!!!! bjs
Responder | Responder com citação | Citar
 
 
0 # RE: Familia unidaClovis Fernando Greca 05-07-2012 14:28
Estou esperando, tomara que consigam vir. Faremos bons passeios pela regiao. bjs
Responder | Responder com citação | Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

For a professional business hosting we highly recommend hostgator review or cloud hosting
Joomla Templates designed by Joomla Hosting